lundi 29 novembre 2010

SURATA ALFATI-HA

SURATA ALFATI-HA - PARTE 1



ALCORÃO - SURATA ALFATIHA - PARTE 1
Um estudo sobre esta surata do Alcorão. Uma análise sob a perspectiva bíblica. O Islamismo acredita em um único Deus, criador de tudo, como nós os cristãos, porém, possui idéias distorcidas sobre a personalidade de Deus e sobre o plano de salvação divino. (Por: escriba Valdemir Mota de Menezes - Áudio em Português)




Coran - Sourate ALFATIHA - PARTIE 1
Une étude de cette sourate du Coran. Une analyse dans une perspective biblique. L'Islam croit en un Dieu unique, créateur detout, comme nous chrétiens, cependant, ont déformé les idées sur la personnalité de Dieu et le dessein divin de salut. (Par: scribeValdemir Mota de Menezes - Audio en portugais)




Quran - Surat ALFATIHA - PART 1
A study of this surah of the Qur'an. An analysis from a biblical perspective. Islam believes in one God, creator of all, as weChristians, however, have distorted ideas about the personality of God and the divine plan of salvation. (By: scribe Valdemir Mota deMenezes - Audio in Portuguese)


video



SURATA ALFATI-HA - PARTE 2

video

vendredi 5 novembre 2010

DEJÓ EL ISLAN




Descubrió a Cristo y dejó el islam (Parte 1)

















exmusulman | 5 de janeiro de 2009
Este video fué traducido por el usuario: "irocivan", y editado por mi.
La salvación es gratuita y es ofrecida a todo el mundo, tanto al griego como al Judío. Sin embargo esto no fué siempre así ya que hasta antes viniese nuestro Señor Jesus, el pacto de Dios era con Israel solamente.

Podemos ver cuan frustante habría sido para los enemigos y vecinos de Israel no tener accesso a un Dios tan poderoso y bueno como el Dios de Israel. Quizás pueblos no Judíos habrían intentado acceder a ese Dios, recibiendo un NO contundente departe de Dios.

Hermoso es Jehová y lleno de misericordia que vino a este mundo y con su sacrificio logra finalmente establecer el pacto final: la salvación de todo el mundo, no solamente esperanza para los judío sino para los árabes, chinos, indios, latinoamericanos, musulmanes, budistas etc. Todo aquel que acepta al Señor Jesus como su salvador es llamado hijo de Dios y descendiente de Abrahmn y
heredero de las promesas de Dios para con su pueblo.

Romanos capítulo 9 confirma la profecía y plan final que siempre tuvo Dios: " Llamaré pueblo mío al que no era mi pueblo, y a la no amada, amada. Y en el lugar donde se les dijo: Vosotros no sois pueblo mío, allí serán llamados hijos del Dios viviente."

Este video relata el testimonio de un ex-musulmán, que siguiendo tradiciones de su pueblo y por ignorancia seguía a es Dios falso, anti-Judío, llamado Allah. Sin embargo el vacío en su corazón lo llevó buscar la verdad y se dispuso en su corazón antepoder la verdad antes que tradiciones y creencias
falsas.

Amigo, quizas tu eres un musulmán o profesas una religión que te es dada por tus padres. Quizas hasta te crees ser cristiano pero no conoces al verdadero Dios. Mi consejo para tí es: Busca al verdadero Dios y pide a ese Dios que te revele la verdad. Si realmente estas buscando la verdad, niégate a todas tus creencias y busca a ese Dios que creó los cielos y la tierra con el poder
de su palabra. Te aseguro que ese Dios poderoso, amoroso, santo y misericordioso no dejará pasar tu petición y pronto vendrá a buscarte y te hallará y entrará a tu casa y vivirá contigo.

JÉSUS DEL CRISTIANISMO Y EL ISLAM




No estoy de acuerdo con el autor del video cuando dice que las religiones imitan unos a otros. De hecho todas las religiones es la búsqueda de un hombre por Dios en las profundidades porque nuestra mente sabe que hay un Dios Creador y todos los intentos de estos llevó a Yahvé, el Dios de Adán, Abraham, Jacob, Moisés y Jesús. Jesús es el punto que divide el judaísmo al cristianismo y la reinterpretación de la religión, Mahoma no ver a Jesús en la Deidad, porque tiene en el momento de Mahoma la aberración del culto de María de la Trinidad parece una tríada de dioses.

jeudi 29 juillet 2010

EXORCISME MUSULMAN

Exorcisme mortel
29-7-2010
En couple depuis quatre ans, Latifa n'a toujours pas d'enfant. Pour se "soigner", elle fréquente deux associations salafistes de Schaerbeek. Un gourou, Abdelkrim, conseille à la jeune femme de se faire exorciser. Pendant plusieurs mois, Latifa subira les pires tortures en présence de son mari, Mourad, jusqu'à la mort..









mardi 13 juillet 2010

MUSULMAN CONVERTIT AU CHRISTIANISME

Témoignage d'un musulman convertit au christianisme (Temoignage)























MARABOUTS

Marabout
From Wikipedia, the free encyclopedia


A marabout (Arabic: مَربوط‎ [marbūṭ] or Arabic: مُرابِط‎ [murābiṭ], one who is attached/garrisoned) is an Islamic religious leader and teacher [1] in West Africa, and (historically) in the Maghreb. The marabout is often a scholar of the Qur'an, or religious teacher. Others may be wandering holy men who survive on alms, Sufi Murshids ("Guides"), or leaders of religious communities. Still others keep alive syncretic pre-Islamic traditions, making amulets for good luck, presiding at various ceremonies, telling the future, and in some cases actively guiding the lives of followers. The common practice of receiving gifts or money for this service is disapproved of by orthodox Muslims




MARABOUTS

Témoignage de Laurence (Laurence)























jeudi 8 juillet 2010

ADORATION À L'UNIQUE DIEU

MON COMMENTAIRE:


Je sais que certains chrétiens n'acceptent pas que Dieu existe dans un tri-unité et il est tout à fait compréhensible que les musulmans n'ont pas triunité la révélation de Dieu. Nous croyons en un Dieu, pas le culte de la création, seul le créateur. Le fait d'être monothéiste L'Islam n'est pas un point de désaccord avec le christianisme, mais de l'accord.





Quel est le pire des péchés en Islam - kewego
une petite vidéo sur le plus grand péché en islam



http://www.islamhouse.com/s/10283

jeudi 10 juin 2010

SE NECESSÁRIO, BATA NA ESPOSA MUÇULMANA

text original du Site:
http://www.lacausedupeuple.com/debats/2009/12/11/feminisme-coran-admet-femmes-battues

TEXT EN FRANÇAIS:

La base coranique du droit des Musulmans de battre leur femme est le verset 4:34, lequel contient deux volets. Le premier explique que les femmes doivent être protégées et soutenues par les hommes envers lesquels elles doivent donc se montrer dévouées. Le deuxième volet règle l’attitude de l’homme confronté à une femme déloyale. Dans ce dernier cadre, le texte recommande une succession d’attitudes : parler à la femme, ne plus coucher avec elle et enfin la battre si elle ne veut toujours pas se soumettre à l'homme. Mais ni ce verset ni aucun autre ne donne aux femmes des recommandations comparables pour le cas où leur compagnon manquerait à ses devoirs, ce qui indique bien une attitude machiste. En outre, le Coran prévoit d’autres châtiments corporels cruels, notamment pour les femmes.
Mais les violences touchent des femmes de tous les milieux, de toutes les cultures, de toutes les religions, de tous les âges et niveaux de formation...



TEXTO EM PORTUGUÊS:
A lei corânica que dá base para muçulmanos baterem em suas esposas é o versículo 4:34, que contém duas partes. A primeira explica que as mulheres devem ser protegidos e apoiados por homens a quem se deve mostrar-se dedicadas. O segundo componente ajusta a atitude do homem diante de uma mulher desleal.


Neste último contexto, o texto recomenda uma série de atitudes: falar com as mulheres, depois não dormir com ela e, finalmente, bater-lhe se ela ainda não se submete ao homem. Mas nem este nem qualquer outro verso dá recomendações comparáveis para mulheres, onde o parceiro não cumprir as suas funções, o que indica claramente uma atitude machista. Além disso, o Alcorão prevê punição cruel corporal, especialmente para as mulheres.

Mas a violência afeta mulheres de todas as origens, de todas as culturas, todas as religiões, todas as idades e níveis de formação ...

lundi 24 mai 2010

PREDESTINACIÓN




La predestinación: Para ellos el hombre ya tiene una vida escrita, vive lo que ya estaba escrito para él. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

EL INFIERNO

El infierno: Es solo para aquellos que no se someten al Islam, es un lugar de aceite y fuego. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

LOS ÁNGELES

Los Ángeles: Entre ellos Gabriel, existen los malignos, caprichosos y hechos de fuego; los benignos y sin potencial para hacer daño. En la practica viven atemorizados por los espíritus del mal y buscan seguridad por lo que caen en espiritismo. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

IJMA

Ijma: Esta establece la creencia de que la mayoría de los musulmanes no están en el error. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

EL CIELO





El cielo: El cielo es un “súper-oasis”, en el los bienaventurados encontraran ríos de leche, miel y vino, y multitudes de vírgenes con ojos de gacela. Los soldados muertos en las Guerras Santas tienen un lugar seguro en el cielo. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

DIOS





Dios: Predica que Dios es uno y no existe la trinidad. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

SUNA

Suna: Es una colección de tradiciones, proverbios morales y anécdotas que identifican la tradición árabe con el islamismo. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

CORÁN

La revelación del Corán:
Mahoma no sabia leer, tuvo que aprenderse de memoria las revelaciones, para poder repetirlas y recitarlas; los Árabes eran diestros en la memorización por eso no le fue difícil. Por lo general se cree que las revelaciones le vinieron durante un periodo de unos 20 a 23 años, desde aproximadamente 610 hasta su muerte en 632 dC. Fue después de su muerte cuando el Corán adquirió su forma actual, bajo la guía de los sucesores y compañeros de Mahoma. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

TERMINOS USADOS EN EL ISLAMISMO

􀀄Islam: La fe o practica de los musulmanes.
􀀄Coran: Libro sagrado de los musulmanes.
􀀄Musulmán: Uno que se somete a Dios.
􀀄Alá: Nombre árabe de Dios.
􀀄Iman: Creencias que constituyen la base de la fe islámica.
􀀄Din: Responsabilidades básicas que deben cumplir.
􀀄Peregrinaje: Viaje a la ciudad sagrada de la MECA, al menos una vez en la vida.
􀀄Guerra Santa: Esforzarse o pelear por la causa de Dios.
􀀄Da Wah: La predicación musulmana con fines de ganar prosélitos.
(GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

LA EXPANSÍON DEL ISLAM

La expansión del Islam:
Después de 13 años de persecución y odio el se traslado al norte s Yatrib, esta emigración en 622 dC señalo un punto significativo en la historia islámica, y posteriormente aquella fecha fue adoptada como el punto de partida del calendario islámico. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)



Con el tiempo Mahoma prevaleció en su lucha del poder, y cuando lo logro, a través de la religión, controlo toda Arabia, y a medida que iba dominando lo pueblos mediante la guerra les imponía la religión musulmana. Surge entonces el Imperio Árabe, políticamente hablando. La conquista de las tierras para el estado Islam llego a ser entonces el primer factor, ya que la predicación de la religión seria la consecuencia de las conquistas futuras. Llegando hasta (Egipto, España, África y todavía en expansión) (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

11 DE SEPTIEMBRE DE 2001

Después del 11 de septiembre del 2001, en todo el mundo se quiso saber mas sobre esta fe, muchos se convirtieron al Islam por causa de estos atentados en Estados Unidos, pues vieron en ellos una fuerza no solo militar sino espiritual. Por esta causa veremos de forma panorámica ¿en que creen los musulmanes? ¿por que lo creen?. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)

jeudi 29 avril 2010

A ÁGUA E O RITUAL ISLÂMICO




No culto muçulmano, os fiéis são doutrinados para que se purifiquem ou se limpem com água antes das orações. É tradição islâmica o muçulmano lavar as mãos, os pés, o rosto e até as orelhas antes de orar. Nas mesquitas existem lavabos adaptados para os banhos que antecedem as orações.

“Também vale destacar que as condições de higiene do mundo muçulmano eram muito superiores ao mundo “cristão” devido ao caráter de purificação que a água
adquire para os muçulmanos, levando-os a se manterem limpos para as
freqüentes rezas diárias: hábito que muito contribuiu para a redução das
doenças nas regiões islâmicas.” (Licenciatura em História- Unimes)

lundi 26 avril 2010

BEDUÍNOS

BEDUÍNOS

Os povos beduínos vivem nos desertos no Oriente Médio, são nômades e amantes da liberdade, nunca se prenderam a uma nação, ou cultura local. A tendencia é cada vez mais diminuir o número de nômades que agora passam a viver sedentário. A etimologia da palavra que o designa é AL BEDU (habitantes das terras abertas).

CRIAÇÃO

Os beduínos enquanto livres para migrarem pelos desertos sempre se dedicaram a criação de cabras e não cultivavam a terra, o que exigiria o fim do seu estilo de vida sempre migratório. O camelo é o animal mais importante para um beduíno, pois é o seu meio de locomoção.

POPULAÇÃO/LOCALIZAÇÃO

Os beduínos vivem nos desertos desde o lado do oceano Atlântico do Saara, na África, até o Sinai e o deserto do Neguev em Israel, se estendendo até o Leste da Arábia Saudita. Tanto Israel como os países árabes estão fazendo pressão cada vez maior para que os beduínos abandonem este modo de vida e se estabeleçam nas terras vivendo com a civilização. Os problemas burocráticos e internacionais tem cada vez mais criado dificuldades para este estilo de vida. Ainda existem cerca de 160 mil só em Israel. A tribo predominante na Mauritânia são os Maquils.

CARACTERISTICAS

Eles são muitos hospitaleiros e de cara oferecem café para os visitantes. Se vestem em túnicas compridas e trazem na cabeça um turbante que protege a cabeça do sol escaldante do deserto. Os beduínos do Sinai que frequentam o Egito costuma se vestir com um capuz longo chamado Jalabiyya.

RELIGIÃO

Os beduínos abraçaram a fé islâmica, a qual esta inserida em sua vidas tribais, seguindo os preceitos sunitas do Islamismo.

HABITAÇÃO

Vivem em tendas, muito fácil de montar e desmontar. Geralmente possui dois compartimento, um masculino (ma'nad) e outro feminino (maharama).


CONCLUSÃO

Os beduínos são vistos como minorias primitivas no Oriente Médio, da mesma forma que os indígenas tupi, guarani e xavantes são vistos aqui do Brasil. Esta culturas tribais milenares estão fadadas a desaparecerem porque os próprios beduínos estão procurando o conforto da vida sedentária.





BIBLIOGRAFIA

http://www.holidayinisrael.com/
http://blogs.oxfam.org/fr/
http://mundoestranho.abril.com.br/
http://www.afrisson.com/Mauritanie
http://www.geographia.com/egypt/

vendredi 23 avril 2010

SUNITAS

SUNITAS

A maior subdivisão ocorreu entre sunitas e xiitas. Os primeiros, são os seguidores da “suna”, isto é, da tradição, equiparada ao próprio Corão, o texto sagrado. Os sunitas se opunham a sucessão dos descendentes de Ali, genro do profeta.(Unimes)





No Paquistão, muçulmanos sunitas retornam a casa, num comboio completamente ocupado, depois de terem participado numa reunião religiosa em Multan. Centenas de milhares de muçulmanos sunitas de todo o Paquistão juntaram-se durante três dias nesta cidade paquistanesa.(Fonte:notasaocafe.wordpress.com/2008/11/04/um-comboio/)

XIITAS

Afeganistão - Muçulmanos xiitas afegãos se flagelam durante o Ashura, em Cabul. A celebração, que dura dez dias, relembra os sete séculos de sofrimento de Imam Hussein, morto durante uma batalha em Kabala
(fonte: dois-em-cena.blogspot.com/2007/01/isso-de-ass...)




XIITAS

Os xiitas, por sua vez, eram minoria, mas defendiam o direito de sucessão
de Ali.(Unimes –Curso de História)

mardi 23 mars 2010

OS PRIMEIROS MUÇULMANOS

Nas montanhas, Maomé supostamente teve um encontro sobrenatural em que o arcanjo Gabriel que teria mandado ele lê um livro e mesmo Maomé sendo analfabeto, milagrosamente teria lido o livro. Maomé teria ficado meses nas montanhas e voltou crente que havia sido chamado para ser profeta de Deus.

Ao retornar para casa Maomé disse a sua mulher o que ocorreu e ela o recebeu como profeta. Naqueles dias era comum na Arabia os “ Kâhim”, pessoas que profetizavam a vinda de um salvador e o fim do mundo. Em seguida o seu primo Ali, o seu amigo Abu Bakr, o seu escravo liberto Zavd e seu genro Uthman também creram em Maomé. Mas mesmo Maomé não tinha convicção da sua mensagem e nos três anos seguintes não pregou para nenhum estranho, aguardando novos sinais do céus.

As novas revelações chegaram a Maomé estranhamente por meio de ataques epiléticos, onde ele acordava contando as revelações divinas que passaram a ser comuns.


No ano 615, a doutrina de Maomé já alcançava vários membros da tribo Coraixitas. O crescimento do islamismo passou a preocupar a elite Coraixitas que sentiu que suas práticas exploratórias poderiam ser abaladas, especialmente o comércio em volta da Caaba.

Os conflitos geraram perseguições contra Maomé e seus seguidores e muitos deles foram se refugiam na Abissínia (Etiópia), país cristão e monoteísta que abrigaram os muçulmanos.

A HÉGIRA

A perseguição ao islamismo se acentuaria com a morte de sua esposa, que era muito rica e do seu tio Abu Talib, conselheiro do clã Coraixitas. O outro tio de Maomé, Abu Lahab passou a perseguir Maomé ferozmente que fugiu imediatamente para Taif, lá também foi expulso, procurou apoio dos Beduínos, mas também não teve apoio destes. Assim Maomé fugiu para Yathrib.

Em Yathrib (Iemên), Maomé converteu os líderes de 6 clãs minoritárias e passou a trazer os seus seguidores de Meca para esta cidade. A entrada triunfal dos adeptos do islamismo em Yathrib foi em 24 de setembro de 622, mas o dia da comemoração islâmica da Hégira é 16 de julho.






Maomé é proclamado rei e considerado o Messias do qual os judeus que habitavam aquela cidade proclamavam.

Durante oito anos Maomé esteve em conflito bélico com Meca, até que finalmente Maomé subjugou Meca. De Malik (rei), Maomé passou a ser Califa (líder politico) e também Iman (líder religioso)

Em yathrib, Maomé encontrou o seguinte panorama: Os muçulmanos que ali chegaram pobres e sem propriedades. A aristocracia convertida ao islamismo, os muçulmanos nominais, que aceitaram o islamismo por conveniência, os iemitas realmente convertidos, os pagãos, que eram maioria e por último a comunidade judaica.

Maomé astutamente apoiava as elites locais, aos muçulmanos nominais tentava fortalece sua fé, aos pagãos deu-lhes liberdade religiosa e de culto, sabendo que se fosse intolerante com a maioria seria derrotado. Mas quanto aos judeus ele tinha uma posição típica de mercenário, pois os judeus tinham propriedades, mas não tinham uma pátria e se eles fossem exterminados os muçulmanos vindo de Meca se apropriaria dos bens dos judeus. E foi isso o que ele fez. Em 1940 Hitler iria empregar o mesmo raciocínio para saquear as riquezas dos judeus.

Em alguns anos as três tribos judaicas estavam exterminadas e os muçulmanos se apoderaram de suas riquezas. Com medo, os pagãos idólatras se converteram ao islamismo que desde os primórdios dos tempos usou do poder persuasivo da espada.




Yarthrib se transformou em Medina (Cidade de Profeta) em fevereiro de 628. Em 629 Maomé passou a casar-se com várias mulheres criando um imenso harém. A primeira mesquita muçulmana em Medina tinha quartos construidos nas paredes externas do templo e a casa mulher que Maomé casava se construia mais quartos. Ainda em 629 Maomé tentou conquistar o império Bizantino e foi massacrado, morrendo grande número de muçulmano.

Em 630 Maomé finalmente entra em Meca destruiu a pequena tropa do Mequense e marchando sobre a Caaba deu sete voltas e entrou no templo e tocando na pedra disse: “ Allah é grande.” Em seguida destruiu 360 ídolos pagãos da Arabia e retirou do teto da Caaba um afresco de caráter judaico-cristão.

Nos anos seguintes Maomé passou a marcha sobre o solo árabe unificando as tribos pela espada, unificação que se concluiu após um ano da morte de Maomé.





Os povos árabes agora encontrava na Caaba um templo islâmico, o que obrigava os povos a se tornarem monoteístas caso quisessem entrar na Caaba. Maomé morreu aos 61 anos de idade no dia 08 de junho de 632.

MAOMÉ

Maomé teria nascido em 570, havendo pequena divergência do ano exato, que varia de 567 a 572 d.C. Seu pai se chamava Abdallah e sua mãe Amina, seu pai morreu antes mesmo de Maomé nascer e com seis anos perdeu a mãe, então Maomé foi morar com o avô paterno Abd al-Mottalib, que também morreu quando ele tinha oito anos. Finalmente foi morar com o tio Abud Talib que era conselheiro na tribo árabe dos Coraixitas. O filho de Abud Talib, primo de Maomé, seria um dos seus mais fervorosos seguidores.

Maomé aprendeu com o tio a ser mercador, tendo muito contato com judeus e cristãos e segundo a tradição muçulmana Maomé entre os 12 e 15 anos teria encontrado um eremita cristão que teria feito predições sobre seu futuro e que o tio de Maomé deveria protege-lo dos seus inimigos (provavelmente uma referência aos judeus). Maomé quando adulto passa a trabalhar par o marido de Khadidja como mercador, até que este morre e Maomé casasse coma viúva. Ela tinha 40 anos e Maomé 25 quando se casaram e tiveram 7 filhos. Os meninos morreram ainda bebês, mas as meninas viveram e se chamavam: Zeineb, Rogaia, Umm Keltsum e Fátima.


Em 611, quando tinha 40 anos Maomé começou sua missão, tendo se retirado para meditação nas montanhas, dando inicio ao que seria a segunda maior religião do mundo: o Islamismo.







Túmulo de Maomé

------------------------------

MAHOMA

El islamismo es la religión fundada por el Profeta Mahoma ( nacio en La Meca, en 570 dc, mientras crecía Mahoma puso en tela de juicio sus creencias, le perturbaban las riñas constantes en beneficio de la religión del honor de los jefes de tribus; Mahoma recibió el llamamiento para ser profeta cuando tenia unos 40 años de edad. Él acostumbraba ir solo a una gruta cercana, para meditar, y afirmo que en una de esas ocasiones se le llamo a la obra de profeta, dada por un ángel; se dice que u día tuvo una experiencia en donde él temblaba y sudaba mucho y tuvo unas visiones. ÉL tuvo dudas que fuera dios pero su esposa y un primo cristiano le indicaron que eso venia de Dios, y que continuara. Así Mahoma creía que Dios había mandado al ángel Gabriel a revelarle las cosas preservadas del trono de Dios. Todo esto y los problemas políticos que se agravaban fue lo que lo llevo a Mahoma a que en el 622 dC fundara el Islam. (GARRO, PASTOR Pabel Bermudez – Doctrinas Falsas)


MECA

No ano 570 d.C. nasceu em Meca o fundador do Islamismo. Meca se encontra no deserto da Arábia Saudita e graças ao islamismo é uma das cidades mais visitadas do mundo, pois milhões de pessoas visitam-na a cada ano, pois ao muçulmano é recomendado que pelo menos uma vez na vida visite Meca.


Em Meca se encontra a mais importante mesquita islâmica do mundo. Nos anos que se seguiram ao islamismo, a cidade de Meca caiu no domínio de outros povos como os egípcios no XIII século e os turcos em 1630 quando o sultão Murad IV a reconstruiu. Em 1924 a cidade foi ocupada por Abd al Aziz ibn Saud, sultão de Nadhd e a tornou sede da religião na Arábia Saudita.





Hoje Meca tem cerca de um milhão e duzentos mil habitante, mas na época de peregrinação chega a abrigar três milhões de pessoas.




QUESTIONAMENTO ISLÂMICO AO CRISTIANISMO


A TOUS LES BONS CHRETIENS, J'OFFRE CE TEMOIGNAGE 1
Enviado por RALIBOUNE59. - Ver mais videos de vida familial

CAABA

A CAABA


A Caaba é uma pedra preta provavelmente um pedaço de asteróide que se chocou com a Terra. Desde a antguidade a Caaba era uma pedra sagrada e que os pagãos e idólatras e de toda a Arábia e Oriente Médio concorriam para peregrinações. A família do Clã dos Coraitixas desde cedo soube se aproveitar desta pedra para explorar os peregrinos comercialmente, já que suas casas e fontes de água estavam mais próximas da Pedra Caaba.

A pedra se encontra na cidade (hoje) sagrada dos muçulmanos, Meca. Esta cidade segundo a lenda teria sido construída por Adão, o que é improvável, porque as descrições do jardim do Éden mostra que a localização do Éden esta mais ao noroeste, na Mesopotâmia, porque a Bíblia fala que do rio saia 4 rios, sendo dois deles conhecidos, o Tigre e o Eufrates. O que se sabe de fato é que o povo que fundou Meca foram os Khozâ´a já na Era Cristã.


A pedra negra (al-Hadshar al-Aswad) Caaba, segundo o islamismo teria sido dada a Abraão pelo arcanjo Gabriel, a Caaba mede 12 X 10 X15 metros e se chama “bayt Alláh” (Casa de Deus).

“Em 931, a pedra Negra foi objeto de um roubo perpetrado por membros de uma seita islâmica e transportada ao Bahrein. Vinte anos depois, depois de árduas negociações diplomáticas, a pedra foi devolvida a Meca.”
(Fonte: http://www.portalplanetasedna.com.ar)


HAYY

Este é o nome da peregrinação a Meca e TAWAF é o nome que se dá as sete voltas que os peregrinos devem fazer em volta da Caaba, sempre no sentido inverso ao relógio. Todo muçulmano deve dirigir suas orações no sentido da Caaba, hoje me dia existe uma bússola específica para muçulmanos localizarem a direção de Meca quando forem fazer suas orações diárias.